quinta-feira, abril 18, 2024
Desta semanaEducação

DF terá mais de 4 mil vagas em cursos de capacitação

Foto: Joel Rodrigues – Agência Brasília

As 14 unidades da Escola Técnica do DF oferecerão vagas em cursos de informática administração, eletrônica, assistente administrativo, entre outros

A qualificação profissional é de extrema importância principalmente em tempos de instabilidade e incertezas. Quem tiver mais preparo garante uma possibilidade maior de empregabilidade e de permanência no mercado de trabalho.
Diariamente são oferecidas dezenas de vagas de emprego em todo o Distrito Federal, porém, muitas dessas oportunidades não são aproveitadas por conta da falta de profissionais qualificados. Diante desse cenário, a Secretaria de Educação vai disponibilizar vagas em cursos ofertados pelas escolas profissionalizantes do DF.
De acordo com o secretário de Trabalho, Thales Mendes, pesquisas realizadas pela pasta apontam para a falta de qualificação e capacitação para as vagas de trabalho disponíveis. “Por isso, a formação técnica é muito importante, tanto para quem quer uma oportunidade de emprego como para quem quer empreender, principalmente porque lá há a teoria aliada a prática”, reforça.
São 14 unidades de ensino espalhadas pelas cidades que oferecerão, para o segundo semestre deste ano, 4.257 vagas de capacitação para diversas áreas. As oportunidades são para quem está terminando o ensino médio ou para quem já concluiu.
A Secretaria de Educação aponta que todos os cursos técnicos oferecidos foram escolhidos por meio de consulta pública, ou seja, pela própria população. Entre os principais, com previsão de oferta para o segundo semestre, estão informática (615), administração (315), eletrotécnica (240), eletrônica (210), operador de computador (175), balconista de farmácia (150), telecomunicações (140), logística (140), assistente administrativo (120).
Os cursos oferecidos seguem as orientações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e atendem ao Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), do Ministério da Educação (MEC). As cargas horárias mínimas são de 800, mil ou 1,2 mil horas. Isso significa que os cursos possuem validade nacional, já que estão registrados junto ao governo federal.
A diretora do Centro de Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissionais a Distância de Brasília (Cejaep) – que também oferta curso técnico –, Indira Rehem, explica que o primeiro passo é definir qual área você tem mais interesse em atuar. “Se puder unir aquilo que você tem motivação ao mercado de trabalho é ótimo”, aconselha.
É preciso que os interessados em estudar em uma das unidades fiquem atentos ao site da Secretaria de Educação ou ao edital, que deve ser publicado em breve no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A seleção é feita por sorteio eletrônico.