quarta-feira, julho 24, 2024
Educação

Suporte on-line para educação acessível ao público

Foto: DFN

Segundo o governo federal, o Curso Práticas de Alfabetização já foi acessado por cerca de 5 milhões de usuários e obteve mais de 350 mil inscritos somente em um ano, desde seu lançamento.

O curso é de iniciativa do Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Alfabetização (Sealf). Lançado no ano passado, o treinamento contempla os componentes essenciais para o ensino e aprendizagem da leitura e da escrita baseado em pesquisas científicas.
O objetivo inicial da iniciativa era preparar alfabetizadores infantis e estudantes de licenciatura, mas, segundo o MEC, o conteúdo pode ser compreendido por um público mais abrangente. Por isso, a pasta liberou as inscrições para qualquer interessado. Dessa maneira, foi possível oferecer recursos de apoio principalmente para crianças na primeira infância, já que elas são as que mais sofrem as consequências da suspensão das aulas presenciais determinadas por estados e municípios por causa da pandemia de covid-19.
As inscrições para o curso continuam abertas para quem se interessar. Além de ser o mais acessado também é o curso mais bem avaliado do Portal Avamec.
Ainda no portal do MEC são oferecidos cursos on-line de Práticas de Produção de Texto e Alfabetização Baseada na Ciência (ABC).
Inspirado na obra do professor Eurico Back, o Curso Práticas de Produção de Texto foi desenvolvido inicialmente para professores e o seu desenho prático e objetivo também permite que ele seja acessível para qualquer cidadão interessado. Atualmente possui mais de 55 mil inscritos e mais de 400 mil acessos.
Já o Curso de Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) foi desenvolvido, com o apoio da Capes, na forma de intercâmbio com a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP) e com o Instituto Politécnico do Porto (IPP). A ação prevê o envio de professores brasileiros para Portugal para receberem as formações.
Mas por conta da crise sanitária, o MEC se antecipou e lançou no final do ano passado a versão on-line do curso que atualmente já conta com mais de 2 milhões de acessos e mais de 160 mil inscritos.
O Ministério da Educação ressalta que todos esses cursos integram o eixo de formação continuada de professores do programa Tempo de Aprender e podem ser encontrados no Ambiente Virtual de Aprendizagem (Avamec) de forma inteiramente gratuita.