quinta-feira, abril 18, 2024
Desta semanaSaúde

Autorizados testes de vacina do Butantan

Instituto tem permissão para iniciar ensaios de soro conta covid-19 totalmente brasileiro em humanos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou essa semana o início dos testes do soro anti-Sars-CoV-2, desenvolvido pelo Instituto Butantan. Com isso, o Butantan já pode começar a aplicação do soro em voluntários da pesquisa. Esta será a primeira vez que o soro será aplicado em humanos.
Em 24 de março, a Anvisa já tinha aprovado a pesquisa mediante a assinatura de um Termo de Compromisso que previa a entrega de informações complementares, que ainda não estavam disponíveis naquele momento.
A autorização foi concedida após o Butantan submeter o novo protocolo clínico com as adequações necessárias para que o estudo possa ser iniciado em humanos.
A Agência informou que a avaliação da proposta de pesquisa foi feita integralmente pela Anvisa, sem a participação de outras agências estrangeiras, já que as fases iniciais de testes clínicos do soro serão feitas apenas no Brasil.
Ainda de acordo com o órgão, como esta é a primeira vez que o soro do Butantan será testado em pessoas, isso exigiu da Agência uma avaliação criteriosa dos aspectos técnicos e de segurança do produto. Até o momento, o soro foi testado somente em animais.

Produção da vacina

No final de abril, o Instituto Butantan recebeu um lote de 520 mil ovos para iniciar a produção da ButanVac, a nova vacina contra a covid-19. A expectativa é fabricar cerca de 1 milhão de doses a partir de cada um deles e ter o mínimo de 18 milhões de doses prontas já em 15 de junho.
O Instituto ressaltou que as doses já em produção estão sendo armazenadas e serão fornecidas à população somente após a autorização da Anvisa, o que deve acontecer no segundo semestre.