quinta-feira, abril 18, 2024
CidadesDesta semana

Ceasa-DF completa 51 anos abastecendo a capital

Central de abastecimento é responsável pela alimentação de quase 5 milhões de pessoas no DF e Entorno

Fundada em 1972 com a missão de ser um centro vital na cadeia de abastecimento de produtos hortigranjeiros, a Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) desempenha um papel crucial na promoção da eficiência e na dinamização do mercado local. Ao adotar tecnologias inovadoras, a organização busca otimizar os processos, reduzir desperdícios e promover práticas mais sustentáveis na distribuição de alimentos frescos.

E para celebrar os 51 anos de funcionamento, foi realizada sessão solene promovida pela Câmara Legislativa, na última quarta-feira (22). Durante o evento, a deputada Jaqueline Silva (MDB), idealizadora da ação, destacou o grande potencial da região que gera 1500 empregos diretos e 4000 indiretos.

Além disso, contou que vivenciou parte importante de sua vida no CEASA, quando era proprietária de um “sacolão”. “É uma grande oportunidade estar comemorando os 51 anos da CEASA. Não tem como vir aqui e não me emocionar pois grande parte da minha vida foi aqui, com o trabalho dos produtores da região e dos empresários deste local”, destacou a parlamentar. 

Para o presidente do CEASA, Bruno Sena, é preciso fazer o local crescer, pois o DF conta com uma das melhores CEASAs do Brasil, abastecendo parte de Goiás e até Bahia. Sena enfatizou a necessidade de criação do centro de produção avançado para dar mais oportunidades aos produtores que precisam comercializar.

“O produtor já enfrenta sérias dificuldades no dia a dia no trabalho do campo. É a falta de chuva, queda de energia, pragas e o preço do insumo que subiu. Mas quando vence tudo isso, vem a maior barreira que é a comercialização porque é onde todo o esforço de dias e anos podem esvair pela falta de lugar para venda. Nós precisamos valorizar este local”, afirmou o presidente.

O evento ainda contou com a presença da vice-governadora, Celina Leão, queparabenizou as pessoas que produzem e comercializam alimentos, pois são fundamentais para a economia do DF. 

“Muitos não sabem quanto um alimento precisa de uma mulher e homem do campo para labutar e chegar na nossa mesa e o quanto esse alimento precisa de um centro de distribuição organizado, com trabalhadores dignos de respeito, para chegar às nossas mesas,” destacou Celina.

Avanços 

O secretário de Agricultura do Distrito Federal, Rafael Buen, que também participou do evento, destacou os notáveis avanços alcançados pela Ceasa-DF. Ao abordar as conquistas, ele ressaltou não apenas os desafios financeiros, como o déficit de 2 bilhões de reais em 2023, mas também a importância de restaurar a autoestima da empresa.

Cleison Duval, presidente da EMATER, complementou a perspectiva, destacando a significância dos produtores e a necessidade de reconhecimento por parte da população.“Atendo produtores que querem produzir alimentos melhores e estamos falando de uma empresa que é responsável pela alimentação de quase 5 milhões de pessoas no DF e Entorno. Nossos produtores merecem sim uma solenidade pois a população às vezes não dá valor”, disse Durval.

Instalações 

A Ceasa-DF possui uma infraestrutura abrangente para a comercialização de gêneros alimentícios, produtos agropecuários e outros serviços de apoio ao abastecimento. Localizada no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA) Trecho 10, lote 5, Brasília-DF, a área de 285.119,05 m² inclui oito pavilhões permanentes com 278 boxes para empresas estabelecidas, um Mercado Livre do Produtor, um pavilhão para insumos agropecuários, uma sede administrativa, um complexo frigorífico, uma balança rodoviária, um Centro de Capacitação e Comercialização da Agricultura Familiar, um mercado de produtos orgânicos, um espaço para o comércio de flores e orquídeas, e um pavilhão sob concessão (Espaço Multi Feira).

Foto: Rogério Lopes/ Gab. Jaqueline Silva