terça-feira, abril 23, 2024
CidadesDesta semana

GDF estuda implementar delegacia especializada para PcD

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Projeto tem como objetivo oferecer ambiente mais acessível e integrar as pessoas com deficiência na sociedade

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) anunciou que está em fase de estudo a implementação de uma delegacia 100% dedicada a pessoas com deficiência (PcD). O objetivo principal da iniciativa é garantir a plena acessibilidade e a proteção dos direitos desses cidadãos, aproximando a sociedade das forças policiais.

A proposta surge como resposta à necessidade de proporcionar um atendimento mais sensível e adaptado às demandas específicas das pessoas com deficiência. A expectativa é de que a criação dessa unidade represente um avanço significativo na construção de uma sociedade mais inclusiva e justa.

Para o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, a unidade especializada é de grande importância e que a intenção não é apenas oferecer um ambiente mais acessível, mas também promover a integração efetiva das pessoas com deficiência na sociedade. 

“A iniciativa representará um avanço na busca por uma sociedade mais inclusiva, oferecendo um ambiente sensível às necessidades específicas dessa parcela da população”, afirma Avelar.

A proposta vem ao encontro das diretrizes que buscam promover uma abordagem mais humanizada por parte das forças policiais, adaptando-se às necessidades específicas de diferentes grupos da população. A expectativa é de que a unidade especializada contribua não apenas para a resolução de casos relacionados a pessoas com deficiência, mas também para fortalecer os laços de confiança entre a comunidade e as autoridades policiais.

O espaço que está sob consulta é localizado na Estação 108 Sul de Metrô. Recentemente, o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Santos, e o secretário de Segurança, Sandro Avelar, fizeram uma visita ao local que oferecerá acessibilidade, permitindo que um cidadão com qualquer tipo de deficiência tenha todas as condições para o registro de uma ocorrência policial.

O projeto está em fase de tratativas entre os órgãos responsáveis e a expectativa é que adelegacia especializada comece a funcionar no ano que vem.