domingo, junho 23, 2024
CidadesDesta semana

Inovação está no cerne da cidade, diz Paddy Cosgrave

Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Representantes da empresa Web Summit conheceram os principais pontos que tornam Brasília uma forte candidata para realizar o evento na América Latina

O último final de semana foi de agenda cheia para representantes do Distrito Federal. A tão aguardada visita da comitiva da Web Summit desembarcou na sexta-feira (19) e começou os trabalhos no sábado (20). Equipe veio para avaliar a cidade, candidata à sede, em 2023, do maior evento de tecnologia e inovação do mundo.

Acompanhados de secretários e autoridades do Governo do Distrito Federal (GDF), o gerente nacional da Web Summit, Artur Alves Pereira, o CEO Patrick “Paddy” Cosgrave, e o chefe de eventos, Craig Becker, conheceram o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o pavilhão do Parque da Cidade e o Centro a Internacional de Convenções do Brasil (CICB). A infraestrutura desses espaços foi avaliada para receber a conferência que, só em 2021, movimentou cerca de € 300 milhões (aproximadamente R$ 1,9 bilhão) na sua última edição, este mês, em Lisboa, Portugal, com mais de 50 mil visitantes.

“Somos uma empresa global. Visitamos locais como estes em várias partes do mundo, com variados níveis de infraestrutura. Vimos aqui um grande potencial de crescimento, com certeza”, afirmou Craig Becker.

A Web Summit é um evento de tecnologia que já foi sediado em Toronto, no Canadá; em Hong Kong, na China; e na capital portuguesa. Brasília disputa com o Rio de Janeiro e Porto Alegre a realização da versão na América Latina.

Antes disso, os executivos visitaram o Parque Tecnológico de Brasília (Biotic), na Granja do Torto, distrito de inovação que o governo começa a tirar do papel para construção de uma cidade tecnológica com mais de 800 empresas do ramo.

A previsão é de que sejam investidos na região cerca de R$ 6 bilhões oriundos de um fundo imobiliário administrado pelo Banco de Brasília (BRB). Durante a visita, o grupo participou de evento com empreendedores de startups, que apresentaram seus modelos de negócios em execução.

“As pessoas são incríveis, Brasília é bem planejada e dá para ver que a inovação está no cerne da cidade. Fiquei, inclusive, impressionado com o número de pessoas que já haviam visitado a Web Summit em alguma das edições”, declarou o CEO Paddy Cosgrave.

De acordo com o presidente do Biotic, Gustavo Dias Henrique, a Web Summit mudou a matriz econômica de Lisboa, em Portugal – e fará o mesmo com o Distrito Federal. “Vai trazer o holofote do setor de inovação para Brasília, e o ecossistema local, com nossas empresas e startups, vão participar dessa evolução”, acredita.

Infraestrutura da cidade

Já no domingo (21), a comitiva de executivos do evento, conheceu a rede hoteleira de Brasília antes de retornar à Europa. Três hotéis foram apresentados ao grupo, que pode conferir as instalações e a capacidade do setor para receber turistas do mundo inteiro.

A infraestrutura de uma cidade planejada, com o aeroporto internacional a cerca de 15 minutos da região central e dos setores hoteleiros Sul e Norte, é um dos atrativos da candidatura brasiliense. Alia-se a isso a centralização dos espaços de exposições com fácil mobilidade, queda nos índices de criminalidade e segurança reforçada.

“Esse é um evento que consegue atingir não só o Distrito Federal, mas toda a América Latina, que será beneficiada com oportunidades para o turismo, para os negócios e para outras áreas que nossa cidade precisa”, afirmou o governador Ibaneis Rocha. De acordo com ele, a expectativa do governo é de que o evento retorne quase R$ 190 milhões em investimentos no DF no primeiro ano de realização.

Brasília está também entre as 10 cidades brasileiras com o maior Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil, de acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. O Distrito Federal, por sua vez, detém a maior renda per capita do país, com R$ 2.475, segundo levantamento recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 21 de abril de 2021.

“Com certeza, existem muitas variáveis e, quanto mais a gente aprende, mais tempo vai levar até que uma decisão seja tomada. Vamos continuar aprendendo e esses são indicadores que impactam na nossa escolha”, disse o CEO da Web Summit, Paddy Cosgrave, durante a visita.

Com informações da Agência Brasília