quinta-feira, abril 18, 2024
CidadesDesta semana

Interdição na Hélio Prates

Ilustração: Divulgação/SODF

Previsão é que trecho fique interditado pelos próximos 15 dias

Os condutores que trafegam na Avenida Hélio Prates devem ficar atentos a interdição de parte do trânsito em função das obras de revitalização da via. Desde essa quarta-feira (8) o fluxo de veículos e do transporte público foi alterado em parte do trecho sentido Sol Nascente.

A interdição fica na altura das quadras QNM 1 e QNM 2, por um trecho de 130 metros. Apenas uma faixa está disponível para tráfego de veículos.

A Secretaria de Obras informou que os cruzamentos da Avenida Hélio Prates com a via MN2 foram interrompidos para a instalação das faixas de pedestres elevadas que, a partir de agora, serão no mesmo nível da calçada. 

Com o desvio do trânsito os motoristas devem acessar a Avenida da Caixa D’Água, percorrer as quadras EQNM2/4 e EQNM 1/3 e acessar novamente a Hélio Prates pela via do Metrô/Polyelle.

As intervenções afetam também o comércio da região, visto que a carga e descarga de mercadorias deve ser realizada entre 23h30 e 6h.

A rota alternativa foi projetada pela Secretaria de Obras em parceria com o Detran.

Transporte público

A rota do transporte coletivo também foi alterada por conta das obras. Os passageiros devem ficar atentos à nova rota dos ônibus, que terão que adotar desvio no cruzamento da Hélio Prates com a QNM2, altura da Feira Central, e retornarão à Avenida no cruzamento com a QNN 11, próximo do posto da Secretária de Fazenda. Os coletivos vão adotar desvio para minimizar os impactos no trecho de faixas estranguladas na avenida.

A recuperação da Avenida Hélio Prates compõe o Corredor Eixo Oeste. A segunda etapa na avenida compreende o trecho entre a QNG/QI 1 e a EPCT (DF-001) – Pistão Norte, com extensão de 2 mil metros, enquanto a terceira etapa fará modificações na parte central da Hélio Prates.

De acordo com o governo, já foram mais de 13 mil metros quadrados de calçada executados e instalados 71 bancos. Também foram construídos mais de 6 mil metros quadrados de estacionamento, com 334 vagas.

Entre as calçadas e o estacionamento, foi construída a marginal da Hélio Prates em pavimento rígido – um material com maior durabilidade. Também foi criada uma faixa de rolamento mista. A rede de águas pluviais e os ramais de drenagem de todas as quadras já foram executados.