quinta-feira, abril 18, 2024
CidadesDesta semana

Parque da Cidade ganha duas novas atrações

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Praça do Ciclista foi construída com iniciativa popular e agradou que pedala no parque. Praça no estacionamento 13 trouxe conforto para a turma do vôlei

O Parque da Cidade está com dois espaços novos para o lazer e, também, para o exercício físico de milhares de brasilienses que passam por lá diariamente. A Praça do Ciclista, concebida por meio do projeto Adote uma Praça – da Secretaria de Projetos Especiais (Sepe) –, está quase pronta e desperta a curiosidade de quem passa por lá. A pracinha do Estacionamento 11, por sua vez, virou ponto de encontro.

Situado atrás da pista de kart do parque, o espaço de ciclistas foi idealizado por grupos da cidade em parceria com empresários. Dez bicicletas antigas e pintadas de branco enfeitam o lugar, que conta ainda com bicicletários de chão e bancos para quem quiser descansar. Ao redor da praça, ipês-amarelos foram plantados em formato circular.

Coordenadora do grupo Batom Bikers, Regina Teixeira, 60 anos, foi uma das idealizadoras desse ponto, destinado aos muitos praticantes de ciclismo da capital federal. “É uma praça que nos representa”, diz. “Trata-se da modalidade mais praticada no DF, inclusive pelo governador Ibaneis. Queremos que a praça se torne um local de visita obrigatório no Parque da Cidade. Muita gente descobriu, nessa pandemia, que a bicicleta é a melhor coisa do mundo.”

A turma do Batom Bikers, que reúne cerca de 150 ciclistas para passeios no DF, se uniu aos praticantes de Planaltina, Cruzeiro e de outros locais para bolar o projeto apresentado ao Adote uma Praça. Com uma ‘vaquinha’ entre os bicicleteiros e o apoio de comerciantes, a área de 30 m x 25 m saiu do papel. “Todo mundo contribuiu um pouco, os patrocinadores nos passaram as tintas e nós ciclistas ajudamos a montar a pracinha também”, resume Regina.

Espaços para esportistas

Já em frente ao Estacionamento 13 e próximo ao parque Nicolândia, outra pracinha traz sombra e conforto aos frequentadores. Com piso intertravado, cinco bancos novos, mesas e rampas de acessibilidade, o local agradou a turma do vôlei de areia. “Sempre sentamos aqui”, conta a advogada Rosane Rocha, 43. “Tomamos uma água de coco, conversamos um pouquinho e vamos embora. É a confraternização do final de treino.”

O professor de vôlei Leander Gonçalves, 45, faz coro: “Anteriormente, era só barro, brita e os bancos de madeira estavam precários. Com a reforma, ficou bem bonito aqui, aconchegante”. Os trabalhos foram executados pela Novacap, com a mão de obra de reeducandos da Fundação de Amparo ao Preso (Funap), ligada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). O piso novo foi doado pela Administração de Brazlândia.

Para o administrador do Parque da Cidade, Silvestre da Silva, já é possível perceber que a frequência da pracinha aumentou muito. “O pessoal que joga vôlei, futevôlei, corredores, todos batem ponto aqui”, diz. “Os aposentados também são frequentes. São locais agradáveis e que recebem bem a comunidade. Queremos fazer um no Estacionamento 10 também.”

O espaço das bicicletas, ressalta ele, é uma forma de incentivar novos praticantes de ciclismo. O parque conta com duas pistas – uma de 4 km e outra com 6 km de extensão – destinadas a essa modalidade esportiva.

Com informações da Agência Brasília