domingo, junho 23, 2024
CidadesDesta semana

Recita oferece oficina gratuita sobre Pdot

Foto: DFN

Encontro marcado para próximo dia 29/07 trabalhará eixos temáticos em preparação para encontro com a Seduh

É comum à população do Distrito Federal a sigla Pdot, porém a definição e o que isso impacta diretamente a vida das pessoas ainda não é uma questão bem clara a todos os cidadãos. O Plano Diretor de Ordenamento Territorial (Pdot) é o instrumento básico que ordena a política territorial e orienta aos agentes públicos e privados que atuam na produção e gestão das localidades urbanas, de expansão urbana e rural do território do Distrito Federal. 

Previsto na Lei Orgânica do DF, o Plano Diretor é um instrumento indispensável para a organização territorial e das atividades desenvolvidas no DF, e por isso deve estar sempre atualizado em conformidade com as necessidades de cada região. 

O Pdot vigente é a Lei Complementar nº 803 de 25 de abril de 2009, com algumas alterações feitas ao longo dos últimos anos, contudo, a cada dez anos é necessário que haja uma revisão. A pandemia atrasou os trabalhos de atualização iniciados em 2019,mas, neste ano, foram retomados com oficinas programadas durante todo o ano de 2023 nas regiões administrativas. Os encontros estão sob responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH).

Levando em consideração a importância do Plano Diretor para a população e com a intenção de melhorar o aproveitamento das oficinas oferecidas pela SEDUH, a Rede Cidadã de Taguatinga (RECITA) vai oferecer oficina gratuita para preparar a comunidade para discutir, com a pasta, os eixos temáticos que serão abordados em reunião marcada para o próximo dia 2 de setembro.

Membro da RECITA e uma das responsáveis pela oficina, Amanda Coelho, explica como surgiu a iniciativa. “A capacitação da população para participação em processos decisórios governamentais é um desejo que está presente na RECITA desde a sua criação. A ideia de se oferecer uma oficina de preparação para o Pdot surgiu após algumas reuniões e muitas conversas entre membros do coletivo. Chegou-se à conclusão de que a cultura de participação popular ainda é uma realidade distante para uma boa parte da população em geral. Muitos sequer sabem que podem colaborar de forma mais direta com os planos para a cidade, como é o caso da revisão do Pdot. Como a revisão do Plano Diretor acontece a cada 10 anos, percebemos que seria uma excelente oportunidade de trabalhar os conceitos mais técnicos e facilitar o surgimento de ideias e sugestões para Taguatinga”.

Felipe Rezende, um dos diretores da rede e também responsável pela oficina, diz que “o objetivo da reunião é preparar a comunidade para o evento oficial da Seduh em Taguatinga, em setembro, para que as pessoas já possam chegar com ideias mais maduras e sejam capazes de influir de forma mais qualificada. Nossa intenção é aproveitar a oportunidade para participar de uma forma qualificada e construtiva”.

Preparação

Marcada para o dia 29 de julho, a oficina de preparação para a reunião do Pdot,oferecida pela RECITA, vai acontecer na Biblioteca Pública de Taguatinga, no colégio EIT. Mas antes disso o coletivo já está preparando a comunidade com conteúdo explicativo onde, de forma didática, esclarece os eixos temáticos que serão trabalhados pela Seduh.

Amanda conta que “para essa oficina (da Seduh), sentimos a necessidade de falar a respeito de cada eixo temático separadamente de uma forma mais didática. Se olharmos agora o site do Pdot, veremos que todos os documentos necessários para o entendimento do tema estão ali, porém, sabemos que ir atrás da informação não é algo comum que as pessoas façam. Ainda mais pelos documentos apresentarem termos técnicos, estatísticas e referências legais que não são de uso comum da população. Estamos trabalhando por meio de textos curtos e citando situações reais, do cotidiano, que se encaixam em cada eixo temático. A ideia é que as pessoas vejam que o PDOT pode, sim, interferir em suas vidas de uma forma mais próxima do que elas possam imaginar e que sugerir mudanças pode facilitar, e muito, seu dia a dia. Os textos são divulgados via Whatsapp podendo ser encaminhados e também estão publicados na página da RECITA no Instagram”.

Felipe explica que o encontro do dia 29/07 terá como base as reuniões oferecidas pela Seduh. “A secretaria tem seguido uma metodologia de participação, em que as pessoas são divididas em grupos para que o debate ocorra de forma mais dinâmica, e depois os grupos se juntam e apresentam as ideias que surgiram. Tentaremos fazer algo similar, com mapas da cidade abertos sobre a mesa, post it, adesivos e canetas para que todos possam expressar aquilo que estão pensando”.

Público-alvo

De acordo com os organizadores da oficina da RECITA, o encontro é para todo cidadão de Taguatinga ou de outras RAs que tenha interesse em colaborar com o futuro da sua comunidade de maneira mais ativa ou que queira entender como funciona o Pdot e qual sua importância para o crescimento urbano nos próximos 10 anos.

Dependendo da demanda, é possível que haja outra reunião nos mesmos moldes em agosto. A ideia é atender tanto quem não pode participar do encontro do dia 29/07, quanto para aqueles que gostariam de trazer novas ideias, alinhar outros pontos ou ouvir opiniões diferentes. 

Serviço

Quando: 29/07

Onde: Biblioteca Pública Machado de Assis – CNB 1 – Área Especial – Taguatinga

Horário: 9h

Gratuito