quinta-feira, abril 18, 2024
Desta semanaMundo melhor

Residência inclusiva para pessoas com deficiência

Foto: Paulo H Carvalho/Agência Brasília

Instituição oferecerá 55 vagas para acolhimento de pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade

No final do mês passado, a Secretaria de Desenvolvimento Social oficializou parceira com organização da sociedade civil (OSC) com o objetivo de implantar o Serviço de Acolhimento Institucional para Pessoas com Deficiência, na modalidade Residência Inclusiva. 

O Termo de Colaboração assinado entre a Sedes e a organização da sociedade civil Vila Esperança (VESP) trata da implantação, execução e manutenção de espaço que acolherá pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade, situado na Ceilândia. De acordo com o governo, a iniciativa oferecerá 55 vagas.

A parceria firmada tem vigência de 60 meses, podendo ser prorrogado pelo mesmo período, a contar da data da assinatura. Para sustentar o projeto, serão investidos R$ 15.279.990 oriundos de recursos públicos distribuídos ao longo do prazo firmado no termo, ou seja, pelos 60 meses.

A Residência Inclusiva é um serviço destinado a jovens e adultos com deficiência, com idade entre 18 e 59 anos, em situação de dependência para o exercício de atividades da vida diária, que não tenham condições de autossustentabilidade ou de retaguarda familiar. 

Serão atendidas pessoas que não dispõem de condições para permanecer com a família, com vivência de situações de violência e negligência, em situação de rua, de abandono e/ou com vínculos familiares e comunitários fragilizados ou rompidos. A residência temespaço para que o acolhido guarde seus pertences, lave e seque roupas, além de local para banho e higiene pessoal.

De acordo com o edital de chamamento público nº 13/2022, o serviço deverá funcionar de maneira integral, 24 horas por dia, em residências inclusivas. Para oferecer o acolhimento, além de estar em condições adequadas, as unidades devem manter a habitabilidade, higiene, salubridade e a segurança, para garantir a acessibilidade a todas as pessoas com dificuldade de locomoção.