quinta-feira, abril 18, 2024
Desta semanaEconomia

Aposentados do DF devem ficar atentos à prova de vida

Foto: Tony Oliveira/Agência-Brasilia

Caso não seja feito o recadastramento, aposentados e pensionistas podem ter pagamentos suspensos

Deste de janeiro deste ano, os aposentados e pensionistas dos órgãos/entidades do Governo do Distrito Federal (GDF), vinculados ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), precisam fazer no mês de aniversário, a prova de vida para continuarem recebendo seus proventos.

A atualização de dados tinha sido suspensa em março de 2020 para evitar aglomeração e impedir o avanço da contaminação da covid-19. Contudo, no ano passado o sistema voltou a operar.

Por conta do atraso de 657 pessoas aniversariantes de janeiro que ainda não realizaram a prova, o Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev) estendeu o prazo do cadastramento até 9 de junho, para aniversariantes do primeiro mês do ano.

De acordo com pesquisa realizada pelo próprio Iprev, cerca de 6 mil beneficiários estão em atraso no recadastramento. Entre os nascidos em janeiro, 657 deixaram de fazer a comprovação anual. Entre os que nasceram em fevereiro, 878 estão pendentes de regularização, enquanto, do total de aniversariantes de março, 1.310 não fizeram a prova de vida; de abril, faltam 3.084 para acertar o procedimento. 

Para fazer a comprovação a pessoa pode procurar presencialmente, qualquer agência do BRB, ou se recadastra por:

Aplicativo

O dispositivo está disponível na App Store e no Google Play. Por meio do aplicativo, o aposentado e pensionista do DF pode fazer a comprovação de vida sem ter que sair de casa, lembrando que a atualização deve ser feita no mês de aniversário.

Residentes no Brasil, fora do DF

Quem ainda reside no país, mas fora do DF, deve encaminhar ao Iprev-DF a Declaração de Prova de Vida. O documento deve ser preenchido no mês de realização da prova. Não será aceita Declaração de Vida com reconhecimento de firma por semelhança.

Visita domiciliar

A visita domiciliar pode ser solicitada por beneficiários maiores de 90 anos e aposentados e pensionistas residentes no DF impossibilitados de locomoção em decorrência de doença grave ou incapacitante, comprovada por laudo médico. O pedido para a visita domiciliar deverá ser solicitado pelo e-mail agendamento@iprev.df.gov.br, com atestado médico anexado que comprove a condição de impossibilidade de locomoção.

Residentes no exterior

Quem está na condição de aposentado ou pensionista e mora no exterior pode utilizar o aplicativo Prova de Vida GDF ou encaminhar correspondência. Para residentes em locais onde haja consulado ou representação diplomática, é possível encaminhar ao Iprev-DF declaração de comparecimento emitida pelo órgão de representação diplomática e/ou consular do Brasil no exterior e cópia dos documentos autenticados.

Se a localidade não possuir consulado ou representação diplomática, a pessoa interessada deve preencher o Formulário Específico de Atestado de Vida, disponível no site do Iprev-DF.