quinta-feira, abril 18, 2024
CidadesDesta semana

Celebração cultural por todos os cantos

Foto: Elza Fiúza – Agência Brasil

Neste ano as comemorações do aniversário de Brasília foram espalhadas por várias regiões administrativas

Foram dois anos sem celebrações no aniversário da capital federal. Em compensação 2022 está com programação repleta de atividades culturais para os brasilienses comemorarem os 62 anos de Brasília em vários pontos do quadradinho mais importante do país.

Batizado de Sorria, Brasília, o projeto comemorativo envolve amplo calendário de ações que vão até o dia 24 de abril. São shows a mostras de cinema; de exposições a feiras de economia criativa; de espetáculos populares a apresentações de orquestras, como a Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS).

As atrações ocupam as regiões administrativas do Plano Piloto, Ceilândia, Samambaia, Núcleo Bandeirante, Gama e Planaltina, territórios onde ficam os equipamentos culturais do Governo do Distrito Federal (GDF). A OSTNCS, por exemplo, vai circular entre abril e maio com o projeto Clássicos nas Cidades, que estará nos Complexos Culturais de Samambaia, Planaltina e Casa do Cantador, em Ceilândia.

Com investimento de cerca de R$ 700 mil, as atividades propõem a quebra da lógica de uma festividade só com o foco no entretenimento e exaltam a preocupação do GDF com a memória cultural por meio de exposições que colocam em dinâmica aspectos históricos. Exemplos disso são a reabertura da mostra “Poeira, Lona e Concreto”, totalmente restaurada e higienizada, que retrata os primeiros tempos da construção da cidade, no Museu Vivo da Memória Candanga, e desenhos inéditos de Oscar Niemeyer, no espaço homônimo.

Outro destaque é a ocupação externa do Eixo Cultural Ibero-americano, antigo espaço Funarte de Brasília, que terá uma programação de 21 a 24 de abril voltada ao encontro das famílias e de amigos em torno do seu gramado e galerias com piquenique, Festival de Orquestras Populares, Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, shows e desenhaço. Essa programação reforça o ano Brasília Capital Ibero-americana das Culturas, título mundial outorgado em 2022 à cidade.

As ações também são intensas na Concha Acústica, com shows e mostra de cinema, no Museu de Arte de Brasília (MAB). O Cine Brasília segue a programação especial e aberta ao público com seleção de filmes emblemáticos e espetáculo comemorativo da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo.

Confira parte da programação:

BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA – Contação de histórias do espaço infantil e inauguração de grafite “Livro da Rua”, no dia 23/4, às 10h.

CINE BRASÍLIA – Maratona de seis filmes emblemáticos (em curadoria) em sessões gratuitas no dia 22/4 em comemoração aos 62 anos do equipamento, nas sessões de 10h, 12h, 14h, 16h, 18h e 20h. No dia 21/4, tem espetáculo comemorativo da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo.

CONCHA ACÚSTICA – Atividades diversas com exibição de filmes diversos. Shows, exposição digital de fotografias, entre os dias 21 e 24 de abril.

ESPAÇO CULTURAL RENATO RUSSO – Reabertura da Gibiteca do Espaço Cultural Renato Russo, na 508 Sul, que será batizada de TT Catalão, 21/4, às 14h.

ESPAÇO LÚCIO COSTA – Exposição permanente “Plano Piloto de Brasília”, projetado pelo urbanista Lúcio Costa.

ESPAÇO OSCAR NIEMEYER – “O Mestre e o Aprendiz”. Exposição de objetos e documentos pertencentes a Gervásio de Oliveira, que trabalhou como estagiário para Oscar Niemeyer no planejamento e construção de Brasília. Abertura 22/4, às 17h.

MEMORIAL DOS POVOS INDÍGENAS – Início foi dia 19/04, com festividade em comemoração ao Dia do Índio, com canto da etnia tupinambá chamado “Oração para a Lua”, com a cantora Nívia Tupinambá. Exposição “Artes e Cultura Indígenas” e feira étnica na área externa com shows. Atividades seguem até 24/4.

MUSEU DE ARTE DE BRASÍLIA (MAB) – O Museu que comemora um ano de reabertura terá ciclo de feiras criativas no hall com ênfase em moda, gastronomia. Será lançada a versão virtual do livro do MAB “Arte e Design em Brasília: 1950 a 2022” no site da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, no dia 21/4, quando um MAB comemora um ano de reabertura.

PANTEÃO DA PÁTRIA – “Brasília Museu Aberto”. Exposição digital realizada por meio de projeção mapeada de obras de ícones artísticos da história de Brasília na fachada externa do Panteão da Pátria. Dia: 21/4, das 19h às 22h. Há ainda exposição sobre a vida e trajetória política de Tancredo Neves, além do “Livro de Aço dos Heróis da Pátria”, o “Mural da Liberdade de Athos Bulcão”. O público ainda vai conferir o painel “Inconfidência Mineira”, de João Câmara, e o vitral de Marianne Peretti.

CEILÂNDIA – CASA DO CANTADOR – Festival “Circularte” festival de música brasileira, 23/4, às 19h.

NÚCLEO BANDEIRANTE – MUSEU VIVO DA MEMÓRIA CANDANGA – Reabertura da exposição “Poeira Lona e Concreto” (20/4, às 15h). Acervo é composto pelas edificações históricas, peças, objetos e fotos da época da construção de Brasília.

GAMA – MUSEU DO CATETINHO – Reabertura, no dia 21/4, às 9h, da primeira residência oficial do presidente do Brasil, Juscelino Kubitschek.

PLANALTINA – COMPLEXO CULTURAL DE PLANALTINA – Exposição “Via Sacra ao Vivo de Planaltina – Rumo aos 50 anos”. Mostra fotográfica, figurinos, cartazes e outras peças do acervo. Abertura: dia 20/4, às 20h.

SAMAMBAIA – COMPLEXO CULTURAL SAMAMBAIA – Ação de grafite na fachada (com lançamento do edital de chamamento público dia 20/4).

Com informações da Agência Brasília