terça-feira, abril 23, 2024
CidadesDesta semana

Revitalização do SCS começa com praça nova

Foto: DFN

Espaço público foi equipado com nova iluminação, elementos multiuso, acessibilidade e espaço para quiosques

Luzes acenderam, literalmente, no tão escuro e esquecido Setor Comercial Sul (SCS), esta semana. Região já foi uma das mais importantes para a economia do Distrito Federal. Polo de grandes empresas, hoje, o SCS é cenário de guerra e abandono. Para reverter essa triste realidade, o governo do Distrito Federal vem prometendo aos frequentadores e empresários a revitalização completa do setor.

Como pontapé inicial da recuperação da região, foi entregue segunda-feira (4), a nova Praça do Povo. Além da praça, o governador Ibaneis Rocha prometeu aos empresários e a população que transita pela área uma revitalização total do Setor Comercial, a exemplo do que tem sido feito na W3 Sul.

“O Setor Comercial vai passar por um processo de revolução, assim como passou o Setor de Rádio e TV Sul e como está passando a W3 Sul. O nosso projeto de governo envolve a revitalização de todo o Plano Piloto”, destacou o chefe do Executivo.

Horas antes da entrega das intervenções, muitos skatistas aproveitaram para fazer suas manobras e testar o espaço, que é democrático, preparado para receber todas classes sociais e tribos. Empresários também foram conferir de perto as novas instalações da praça que estava abandonada há muito tempo.

Durante a cerimônia de entrega, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, explicou que os novos equipamentos da Praça do Povo foram projetados para terem funções múltiplas. Segundo Mateus “os arquitetos da Seduh pensaram este espaço para que fosse multiuso. Afinal de contas, essa é a Praça do Povo e o povo é todo mundo. A gente precisa de um local que possa ter bancos, que sirva também para o skate, que sirva para a comunidade de modo geral”, afirmou.

Outro ponto muito reclamado por quem precisa frequentar a região e que foi atendido, é a iluminação pública. Antes, área era escura, o que dava condição para a ação de vândalos e bandidos que constantemente atacavam os cidadãos.

Também presente no evento, o presidente da Companhia Energética de Brasília (CEB), Edson Garcia, destacou o efeito das luzes de LED que iluminam a praça. “A iluminação pública é um instrumento de segurança para a população. Em todos os lugares que substituímos a iluminação por LED melhorou a qualidade de vida e o astral das pessoas”, disse Garcia.

Maria Vieira, é empresária e frequentemente precisa ir à região. Ela comemorou a mudança. “Preciso, com uma certa frequência, vir até o SCS para resolver questões da empresa, e o medo sempre me fez companhia. Hoje fui surpreendida com essa praça nova e a iluminação que me deixa mais tranquila para transitar por aqui”, comemorou.

Representando os empresários do Setor Comercial, Fernando Brite, presidente da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF) celebrou a entrega da revitalização da Praça do Povo e agradeceu a iniciativa do governador. “O senhor fez a Praça do Povo, aquela que é mais representativa que nós temos. Para que serve a praça se não será para o povo? Nesta tarde já vimos os skatistas utilizando essa praça como se deles fosse, e isso é ótimo”, afirmou Brites.

O presidente da ACDF aproveitou a ocasião para ressaltar a importância da revitalização do setor como um todo, para que haja desenvolvimento econômico na região. “Precisamos trazer para cá um polo de gastronomia, onde tenhamos bares, restaurantes e casas noturnas. E com o setor revitalizado poderemos trazer empresas de alta tecnologia que vão trazer receita e desenvolvimento para o Distrito Federal”, finalizou Fernando Brites.

Praça do Povo

Projeto iniciado em 2016 foi concluído com investimentos na ordem de R$ 1,5 milhão. A praça tem 2,8 mil metros quadrados e projeto desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano. A revitalização foi pensada com base nas manifestações culturais e populares, que, além do skate, vão contemplar o hip-hop e o rap, entre outros. De acordo com o governo, além dos artistas e esportistas, cerca de 150 mil pessoas transitam diariamente pelo local que foi transformado em ponto de descanso e lazer.

O GDF explica que “para que seja usada também à noite e nos fins de semana, os elementos do local têm múltiplas finalidades. Os bancos, além de servirem para sentar, também podem ser usados como obstáculos para skatistas. Já os sombreiros metálicos, usados como abrigo do sol durante o dia, se transformam em luminárias à noite”.