quarta-feira, julho 24, 2024
Desta semanaJustiça

Tentativa de fraude na eleição para conselheiros tutelares é investigada

Imagem: jcomp/freepik

Crime tinha o objetivo de impedir a participação de determinados candidatos no processo seletivo

Faltando pouco mais de duas semanas para as eleições dos conselheiros tutelares do Distrito Federal, operação da Polícia Civil do DF em conjunto com a Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e Juventude Cível, do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos cumpriu na manhã da quinta-feira (21), três mandados de busca e apreensão contra pessoas envolvidas em tentativa de fraude nas eleições para conselheiros tutelares

Segundo as investigações, os hackers tentaram invadir o sistema da empresa Ibest, contratada para organizar o concurso público. O objetivo era excluir documentos de determinados candidatos para impedi-los de participar da segunda fase do processo seletivo.

Na época da fraude, a Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e Juventude Cível atuou junto ao Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente recomendando a correção imediata da fragilidade apontada no sistema da empresa. Também recomendou que fosse reaberto o prazo para nova apresentação de documentos a todos os candidatos, de modo a não causar prejuízo e dar tratamento isonômico a todos.

De acordo com o Ministério Público do DF, não houve tentativa de invasão ao sistema do Tribunal Regional Eleitoral, que segue preservado e será usado no dia da votação, em 1º de outubro. O órgão ressaltou que continuará atuando para que as eleições para conselheiros tutelares ocorram de forma íntegra e segura.

Mais de 5 mil candidatos se inscreveram no processo que escolherá os 220 titulares e 440 suplentes para os 44 conselhos tutelares do Distrito Federal. A seleção é realizada em quatro etapas. Após a prova de conhecimentos específicos e a análise documental, será realizada a eleição, com apoio da Justiça Eleitoral. Os candidatos eleitos passarão pela última fase, que é um curso de formação. A posse dos escolhidos será em 10 de janeiro de 2024.

Com informações do MPDFT