domingo, junho 23, 2024
Desta semanaPolítica

DF tem maior número de candidatas à Câmara Federal

Ilustração: Thiago Fagundes/Agência Câmara

Segundo o TSE foram registradas 3.548 candidaturas femininas para as 513 vagas da Casa

Prazo encerrado para o registro das candidaturas referentes às Eleições 2022. Com isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já divulgou quem estará em busca de votos no pleito do próximo mês de outubro.

No Distrito Federal, a participação feminina na disputa por uma vaga na Câmara Federal se destacou entre os entes da federação. A capital terá o maior número mulheres candidatas por vaga na Casa. Serão 75 postulantes para uma bancada de oito parlamentares – ou, na média, 9,4 por vaga.

De acordo com dados divulgados pelo TSE, nesta quarta-feira (17), foram registradas 3.548 candidaturas femininas para as 513 vagas da Câmara Federal, ou seja, 6,9 postulantes para cada vaga. Esses números ainda poderão ser atualizados pela Justiça Eleitoral.

O movimento é reflexo da Emenda Constitucional 111 que estabeleceu incentivos para a eleição de deputadas federais mulheres. Os votos nas candidaturas femininas contarão em dobro para a distribuição de recursos do Fundo Eleitoral entre os partidos a partir de 2023.

As candidaturas femininas neste ano representam 35% do total para a Câmara. Dos quase 10,3 mil postulantes, 416 declararam “deputado” ou “deputada” como ocupação principal. Nesse grupo, segundo o TSE, 62 são mulheres, ou 15% do total de candidaturas – mesmo percentual de eleitas para a Câmara em 2018.

Outras ocupações que se destacam entre todos os candidatos à Câmara são as de empresário, advogado, servidor público e professor, que juntas somam 32% das autodeclaradas. As candidaturas femininas nesses casos correspondem a 1.036, ou, respectivamente, 338 (26% da carreira), 274 (32%), 190 (32%) e 234 (44%).

Entre as candidatas à Câmara, 33% estão na faixa de 41 a 50 anos de idade, e 26% de 51 a 60 anos. A maior parte delas (58%) declarou à Justiça Eleitoral ter concluído o ensino superior. As casadas são 39% do total, e as solteiras, 38%.

Unidade Popular, registrado no TSE em 2019, é o partido com maior proporção de candidaturas femininas (71%) à Câmara, sendo 12 do total de 17 na legenda. Já o Republicanos terá 174 candidatas mulheres, o maior número entre os partidos.

Com informações da Agência Câmara de Notícias