sábado, abril 13, 2024
Desta semanaMundo melhor

Pedalar para conscientizar

Foto: DFN

Iniciativa do Detran-DF tem como objetivo convidar ciclistas a ocuparem as vias das regiões administrativas em passeios que ressaltem a importância de um trânsito mais humanizado

A cada dia, nota-se mais bicicletas nas ruas e ciclovias do Distrito Federal, seja para lazer, deslocamentos curtos e até mesmo ir para o trabalho.

O costume de andar de bike, muitas vezes, passa de geração em geração, e com a chegada da pandemia a bicicleta foi vista como uma alternativa para quem precisava se locomover e não se sentia seguro em usar o transporte público, ou até mesmo os transportes por aplicativo.

O otimismo em relação ao uso maciço da bicicleta é percebido em números. Segundo a Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike), no ano passado, foi registrado um aumento de 50% nas vendas das bikes em todo o país. 

De acordo com a Associação, esse crescimento exponencial é reflexo da mudança impulsionada pelo coronavírus no estilo de vida da população.

Para a técnica administrativa, Layanne Brito, adotar a bicicleta como meio de locomoção para ir e voltar do trabalho foi bom em vários aspectos. “Por conta da pandemia, fiquei com medo de andar de ônibus, por isso adotei a bicicleta para ir ao trabalho. Além disso, eu não preciso estar em um ônibus lotado e é muito mais confortável”, conta.

“Outro ponto positivo é o econômico. Não gasto mais com passagens de ônibus, uso o dinheiro para complementar o orçamento. Eu ainda consigo cuidar da saúde, e ajudar o meio ambiente, já que é um meio de transporte sem poluição, isso também me faz sentir melhor”, revela Layanne.

Com o aumento da circulação das bicicletas, também aumentou a necessidade de conscientização da população quanto a segurança de ciclistas, pedestres e motoristas. Para isso, o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) criou o Passeio Ciclístico nas RA’s.

A inciativa é uma parceria do órgão com as Administrações Regionais, e tem como objetivo estimular a utilização da bicicleta como meio de transporte, conscientizar sobre os benefícios do uso da bicicleta e destacar o papel ativo do ciclista na construção de um trânsito mais seguro.

Evento chegou à sua quarta edição no último domingo (12), que aconteceu no Riacho Fundo I, e contou com a participação de cerca de 200 ciclistas de todas as idades. O passeio foi puxado pela administradora da cidade Ana Lúcia Melo. E liderando os ciclistas no pedal, o diretor-geral do Detran, Zélio Maia.

“O nosso foco é reiterar o cuidado com o uso da bicicleta, tanto por parte dos ciclistas que devem respeitar as sinalizações das vias e os pedestres, como por parte dos condutores dos veículos motorizados com relação aos veículos menores”, ressaltou Maia.

Além disso, o diretor enfatizou a importância de se conscientizar ciclistas e motoristas de que as vias são compartilhadas, onde os ciclistas são os mais frágeis. “Minha preocupação com o ciclista é porque ele tem as vias, compartilhando com os carros, portanto é o mais frágil. Está ali disputando espaço. Portanto, um passeio desses serve para que essas crianças que estão aqui tenham um trânsito mais humanizado, e enxerguem os ciclistas no futuro”, destacou Zélio.

Evento

Durante o evento, foram entregues materiais educativos de trânsito, voltados para os ciclistas como sacochilas e pulseiras refletivas, o guia da bike e máscaras. Também foram oferecidas palestras educativas de trânsito.

A parceria do Detran com a Administração Regional do Riacho Fundo I também ofertou água e frutas para os participantes, que vieram até de outras regiões administrativas para pedalar.

Participaram ainda do 4º Passeio Ciclístico Detran-DF nas RA’s o diretor de Educação de Trânsito do Detran, Marcelo Granja, e o chefe do Núcleo das Campanhas Educativas, Miguel Videl.

A intenção do Detran-DF é levar a iniciativa para todas as regiões administrativas do Distrito Federal. No calendário, já está marcado o próximo passeio. Os ciclistas se encontrarão em janeiro de 2022 em Samambaia.